A Sociedade, o Consumo e o Sofrimento Sob a Ótica Budista

disposal-1846033_1280

A sociedade em que vivemos está inteiramente baseada no consumo. É necessário consumir para mover a economia mundial, é necessário consumir para gerar empregos, é necessário consumir para produzir renda. Essa renda, por sua vez, deve ser revertida em mais consumo, e assim sustentar esse ciclo sem fim.

O resultado desse modo de vida imposto pela sociedade é o sofrimento. As pessoas sofrem, entre outros motivos, porque desejam aquilo que não possuem e porque desejam permanecer com aquilo que já possuem.

Os monges possuem mérito e determinação suficientes para o desapego de suas posses e a dedicação ao cultivo de estados mentais benéficos e ações meritórias, mas e quanto a nós? O que pode ser feito para, pelo menos, minimizar os efeitos desse rolo compressor da sociedade e cultivar um ambiente mental mais propício para a compreensão e prática dos ensinamentos do Buda?

A Segunda Nobre Verdade [1] do budismo nos diz que o sofrimento tem a sua origem no desejo, e o desejo pelo que a sociedade tem a nos oferecer é uma das causas do sofrimento. Dessa forma, se puder ser priorizada a utilidade daquilo que a sociedade nos oferece e não tanto o apelo visual, o som, o cheiro ou o sabor, o desejo e o sofrimento, que caminham lado a lado, possam ser reduzidos.

É fato que necessitamos da tecnologia para a vida em sociedade, até mesmo os monges utilizam equipamentos eletrônicos como meio de transmissão dos ensinamentos do Buda, e assim, maximizar o alcance da mensagem, mas para eles o que importa é ensinar o Dhamma, a doutrina budista. Não existe apego ao objeto, seja ele um celular, um tablet ou um notebook. A tecnologia é utilizada apenas como suporte, apenas para servir de meio para atingir um objetivo maior, apenas isso.

Hoje em dia, quase todos possuem um aparelho celular, mesmo aquelas pessoas que não gostam de falar ao telefone ou aquelas que não acompanham o progresso tecnológico, ainda que seja para utilizá-lo apenas em caso de emergência. Se pararmos para pensar, a indústria nos oferece aparelhos cada vez mais “modernos”, mas a função essencial é compartilhada por todos os modelos, sejam eles recentes ou aqueles a que chamamos “ultrapassados”.

Desejo sempre produz mais desejo, é um ciclo sem fim. O desejo de substituir aqueles equipamentos que ainda cumprem sua função por outros de diferente apelo visual só produzirá mais sofrimento. O encantamento e a aparente satisfação ao adquirir aquele modelo de última geração são temporários, pois a sociedade está baseada no consumo e logo outro fabricante lançará um produto com diferente apelo visual. Assim, aquela felicidade superficial pelo ter, pelo possuir, cede lugar à decepção e, posteriormente, ao sofrimento, uma vez que jamais será possível acompanhar o progresso tecnológico.

O objetivo da propaganda comercial não é o de transmitir uma mensagem verdadeira e sim o de divulgar uma ideia e promover sua aceitação. Dessa forma, o mercado se esforça para nos convencer de que aquele lançamento possui outras funções úteis, mas na verdade não possui. A única função útil é aquela para a qual o aparelho foi projetado, que é compartilhada por todos os modelos, sejam novos ou “ultrapassados”, todas as demais funções servem apenas para fomentar esse desejo de ter, de possuir, e, dessa forma, causar mais e mais sofrimento.

O aparelho celular foi utilizado como exemplo deste artigo, pois é o objeto de desejo da maioria das pessoas, mas esse processo de busca ilusória da satisfação por meio do desejo pode ser percebido em tudo aquilo que a sociedade nos oferece: tecnologia, sons, aromas, sabores, etc.

Notas

[1] O tema é abordado no seguinte artigo: As Quatro Nobres Verdades.

Última revisão: 17 de julho de 2017.
Fonte da imagem: Pixabay.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s