Agradecimento

Prezado (a) amigo (a),

Agradeço pela sua visita e espero que o site tenha contribuído para o seu despertar de consciência, seja por meio dos artigos publicados, seja por meio dos livros disponibilizados no menu “Biblioteca”, escritos em grande parte por monges praticantes do budismo Theravada.

Se desejar conhecer os ensinamentos atribuídos ao Buda, chamados suttas, recomendo o site http://www.acessoaoinsight.net. Na verdade, o único local em que os textos são disponibilizados em português.

Lembre-se de que o Dhamma é um conhecimento universal e que o Buda jamais disse que foi o seu criador, apenas aquele que o revelou, por meio de sua iluminação, após um longo período de esquecimento pela humanidade.

Portanto, você não precisa ser budista para pôr em prática os ensinamentos revelados pelo Buda, se considerá-los importantes para sua prática diária.

Enfim, entendo que o trabalho a que me propus fazer foi concluído e é chegada a hora do desapego, afinal de contas, a impermanência se faz presente em todas as coisas.

Nada acontece por acaso, quando um ambiente reúne as condições propícias, um fenômeno surge, se transforma ao longo de seu tempo de existência, e depois cessa. Essa é a natureza da nossa vida e dos fenômenos condicionados.

A mudança só depende de nós, das nossas ações da mente, da fala e do corpo. Do carma. Sejamos nosso próprio senhor.

A sabedoria aumenta na medida em que combatemos nossa ignorância, mas esse processo é interior, não exterior. Só pode ser realizado voltando-se para dentro e não para fora. Em outras palavras, com a meditação e não com a leitura de livros, que servem apenas para nos orientar, não para nos guiar.

Seja seu próprio mestre, questione tudo aquilo que encontrar pelo caminho e busque sua própria verdade. Se surgirem dúvidas, medite, seja persistente e as respostas serão reveladas. Não desanime nunca, pois a caminhada é longa.

Pelo caminho, encontraremos muitos apoios, úteis para o nosso avanço, mas aos poucos sofrerão desgaste e precisarão ser colocados de lado. Em determinado momento, não restarão mais suportes para nos apoiarmos e precisaremos caminhar com nossas próprias pernas.

Esteja em paz e com a mente vigilante.

Obs.: o site continuará no ar, pelo menos enquanto o servidor de hospedagem, WordPress, assim o permitir.